Aruanã

O nome vem de um peixe na língua indígena Karajá, o que reforça a relação da cidade com a pesca e com a vida ribeirinha, mas se engana quem pensa que Aruanã é apenas uma região pesqueira. A cidade é um paraíso ecológico localizado bem no encontro dos rios Vermelho e Araguaia e recebe, todos os anos, milhares de turistas em busca da beleza das praias e lagos, da fartura dos peixes, dos esportes aquáticos e também, é claro, das melhores festas e shows. Com o objetivo de incentivar ainda mais o turismo na região, a cidade se prepara com mega apresentações na praça Couto Magalhães, às margens do Araguaia e vários atrativos nas praias de água doce. Esse casamento perfeito entre belezas naturais e grandes atrações está a 500 quilômetros de Brasília, cerca de sete horas de viagem, que podem muito bem ser compensadas com uma boa conversa entre amigos.

 

Para os associados da ASBAC, as vantagens são ainda maiores, já que o clube mantém uma sede de Camping & Pesca na cidade. A ASBAC Aruanã alia todo o conforto da vida moderna, com as belezas do campo, além de estar localizada há menos de 200 metros do centro da cidade. O local possui oito quartos equipados com TV a cabo, frigobar, e ar condicionado. Cada um comporta até três pessoas. Nas áreas comuns há piscina, galpão com salão de jogos, TV, duas mesas de sinuca, churrasqueiras, freezer, micro-ondas e geladeira. Em uma área totalmente arborizada, é possível até pegar manga madura no pé sem muito esforço – durante a época da fruta, é claro. 

 

Para pescar

Para os aficionados pela pescaria, a ASBAC Aruanã oferece dois barcos motorizados e o rio Araguaia passa a 600 metros da sede. Entre  abril e setembro, período em que é permitida pescar na região, é possível desfrutar do prazer da pesca esportiva ou até mesmo levar belos peixes para casa, como cachara, dourada, pintado e mandubé. O melhor é que é tudo legalizado, já que a ASBAC Aruanã possui autorização para a pesca, documento exigido para a atividade, como forma de preservar a diversidade de peixes, uma das principais características do Rio Araguaia.

 

Para aproveitar o dia

Aruanã é terra do sol, local onde o dia começa cedo. Em alta temporada, as praias de água doce ficam lotadas de acampamentos e o movimento começa logo no início da manhã e só vai parar no fim da tarde. Com muitos turistas, a cidade se prepara para oferecer vários atrativos além das belezas naturais. As praias contam com bares flutuantes, tendas, quadras de vôlei de praia e brinquedos como Banana Boat e Sky Disco, disco flutuante que gira sobre a água e garante aos participantes um banho de adrenalina. Para quem prefere um pouco mais sossego, algumas praias mais afastadas têm menos movimento, mas não perdem em nada no quesito beleza. Há ainda, nas ruas principais da cidade, bancas com artesanatos típicos, a pedida ideal para comprar lembrancinhas.

 

 

Para aproveitar a noite

Quem está a fim de descanso no fim do dia tem todo o conforto da sede Campestre da ASBAC, mas se o objetivo for aproveitar a noite na cidade, a opção são os shows gratuitos, promovidos pela prefeitura na Praça Couto Magalhães, bem no centro da cidade. Nesse ano, por exemplo, passaram por lá nomes como Daniela Mercury, Fagner e Pedra Letícia. Além dos shows, o som automotivo toma conta da cidade e um verdadeiro paredão se forma em frente à prefeitura, tocando o melhor da música eletrônica a noite toda. As ruas são fechadas para o trânsito de tanto que ficam lotadas de gente bonita a procura de diversão, são muitos turistas e também moradores da cidade, que aproveitam a temporada de festas.

 

Para conhecer a história

Passear por Aruanã também é garantia de uma bela aula de história. A cidade foi fundada em 1950 e por quase uma década foi o principal porto que abastecia a Cidade de Goiás, antiga capital do estado. Mas desde muito antes disso, Aruanã já abrigava a tribo Karajá, que até hoje mantém aldeia na cidade, próximo à margem do rio e que pode ser visitada pelos turistas, um mergulho na história e cultura do país. Os karajás também vendem artesanato indígena, em uma loja às margens do rio que é parada obrigatória para todos os turistas. Os produtos são produzidos com diversas matérias primas como madeira, coco, palha, argila entre outros. É difícil não se encantar pelas belezas dos colares, brincos, acessórios e peças de artesanatos a venda, todos com preços acessíveis.

 

Bônus no caminho

No caminho entre Aruanã e Brasília ainda é possível passar pela cidade de Goiás, antiga capital do estado – se sobrar tempo, o ideal é reservar uma tarde inteira para ficar na cidade histórica, que é outra aula de história ao ar livre. Os casarões e igrejas do período colonial encantam. Umas das principais atrações da cidade de Goiás é a casa da poetisa Cora Coralina (1889-1985). Na construção, totalmente preservada, está tudo do jeito que ela deixou, móveis, livros, roupas, tachos e panelas na cozinha. Há ainda várias igrejas antigas e o Museu das Bandeiras, que hoje serve de acervo histórico, mas antigamente abrigava a cadeia da cidade.

 

Amor à natureza

Todos os anos Aruanã recebe, no mês de julho, os corajosos participantes a Caminhada Ecológica, projeto do jornal O Popular que reúne um grupo de amantes da natureza dispostos a caminhar da capital, Goiânia, até as margens do Araguaia em Aruanã para divulgar as práticas saudáveis e alertar para a preservação do meio ambiente. No percurso, de 310km percorridos em cinco dias, os participantes plantam mudas de árvores e desenvolvem ações educativas nas 11 cidades por onde passam. A chegada a Aruanã é em clima de festa, pois a cidade se prepara para recebê-los como heróis do meio ambiente

Fale Conosco Asbac:

(61) 3212-5418  e  3212-5419

ou contate-nos por email

  • facebook
  • Instagram - White Circle
  • Twitter Clean

SCES Trecho 02 Conjunto 31 - Brasília, DF - CEP: 70200-002